Santos Reis

Clique no Play para escutar a Folia de Santos Reis

Santos Reis, a Folia vem cantando e trazendo alegria”

Apresentação

 Sob a coordenação de Rosângela Politano, que também assina a curadoria desta exposição, o Projeto Cor-Ação tem sido uma fonte inesgotável de atividades ao longo dos anos. Uma vasta gama de exposições, saraus e dezenas de outras atividades já foram realizadas, abrangendo diversas estéticas e áreas da arte e cultura, com enfoque especial na cultura popular e tradicional. Esses eventos promovem uma participação democrática e popular, incentivando a prática e vivência da cultura como expressão artística, e contribuindo para a difusão cultural e o desenvolvimento turístico de nosso município.

Neste sentido, o projeto tem o prazer de apresentar, no Museu Municipal de Socorro, de 27 de novembro a 16 de janeiro de 2021, a exposição coletiva “Santos Reis, a folia vem cantando e trazendo alegria”. Esta exposição conta uma bela história de Natal por meio das obras de mais de 100 artistas, explorando o tema do nascimento de Jesus e as ilustres visitas dos três Reis Magos – Baltasar, Gaspar e Melchior – que presentearam o recém-nascido com ouro, mirra e incenso. A exposição integra a programação do Luzes de Natal de Socorro, um projeto natalino reconhecido como um dos mais belos do Brasil.

Para contar essa história de maneira lúdica, colorida e poética, a curadora da exposição, Rô Politano, propôs aos artistas que se inspirassem na Folia de Reis para compor suas obras. A Folia de Reis é uma manifestação cultural, festiva e católica que celebra a adoração dos Magos ao nascimento de Jesus Cristo. A exposição visa homenagear este grupo de manifestação popular que, enfrentando os desafios da globalização no século XXI, fortalece-se em nome de nossa cultura, incentivando a preservação da cultura popular brasileira para que as futuras gerações se sintam não apenas herdeiras, mas também guardiãs desse precioso tesouro cultural.

Além disso, uma bela instalação comporá o acervo da exposição, intitulada “Divino Espírito Santo”, com 60 divinos enviados por artistas do Grupo Naifs brasileiros por meio do WhatsApp, numa parceria emocionante que irradia a luz divina através da arte. Um trabalho audiovisual está sendo preparado para registrar essa exposição e todo o trabalho em torno dela, em colaboração com a designer gráfica e filmmaker Simone Saul. Este registro será divulgado em janeiro de 2021, juntamente com uma edição virtual disponível em nosso site www.ateliecasadasarte.com.br a partir de 27 de novembro, mesma data do lançamento presencial no museu.

Realização:
Projeto Cor-Ação

Curadoria e coordenação geral– Rosângela Politano

Assistentes de Produção: Lucas Cruz, Leonardo Coprânico e Edisseia Politano

Apoio: Prefeitura Municipal através de suas secretarias de cultura e turismo, COMUPIC (Conselho Municipal de Politicas Culturais)COMTUR ( Conselho Municipal de Turismo), Museu Municipal de Socorro, Luzes de Natal e jornal O MUNICÍPIO.

Museu Municipal de Socorro – SP
Rua Antônio Leopoldino, 175 – Centro
Horário de funcionamento, de terça a sábado, das 9 às 17h
Telefone: (19) 3895 8394



 

Todas artistas participantes desta exposição e suas respectivas obras, podem ser encontradas nas redes sociais, por meio das legendas. 

Exposição conta com artistas das 5 regiões brasileiras. Faça uma viagem maravilhosa pesquisando as obras, biografia e, tudo que cerca cada artista, inclusive entrar em contato para saber mais sobre suas histórias e envolvimento de cada um com a arte. 

Prestigiem nossos artistas!

Instalação Divino Espírito Santo

Alex Freire

André Cunha

Andreia Teixeira

Angela Rosalina

Bebeth

Beta Carvalho

Beto Furlan

Bia Telles

Carla Calmon

Carlos França

Carminha

Cassia Lima

Celia Gondim

Cecília Menezes

Cesar Lima

Claudia Marcatto

Con Silva

Cora Azedo

Dani Vitório

Doni 7

Dulce Martins

Edna Alves

Eliana Martins

Elieth Gripp

Fernanda Cordeiro

Gerson Lima

Gil Santana

Helena Rodrigues

Helton Sousa

Indio da Cruz – Espirito Santo

Ivone Mendes

Jaque Carvalho

Joilson Pontes

Jonas Silva

Lidia Leite

Lu Maia

Lu Morgado

Maria Carlini

Marinilda Boulay

Melhado

Nalmi Mendonça

 

Nilson

Patricia Helney

Patricia Lucena

Parísina Ribeiro

Regina Punccinelli

Regina Bartilotti

Rimaro

Rita Carlini

Rosa Maria

Rô Politano

Ruiy Moura

Ruy Relbquy

Sandra Scavassa

Sidnei Nofal

Tercilia dos Santos

Teresinha Sordi

Vânia Cardoso

Vânia Furlan

Willi de Carvalho

Zila 

Estandartes

Alex Freire – Folia de Reis

Ângela Gomes – Presépio: Os passos de Maria

Arivanio Alves – Bastião

Bebeth – Folia de Reis

Bia Telles – Abre. Acende a luz

Carlos Calderai – Encontro de Folias

Célia Santiago – Folia de Reis Grupo Marajoara de Embu das Artes

Cesar Lima – Santos Reis

Clara Giannelli – Folias no Matutu

Done 7 – Santos Reis

Dulce Martins – Figuras do Reisado

Edna Alves – Santos Reis do Livramento

Fatima Camargo – Santos Reis

Gerson Lima – Santos Reis de Socorro

Helena Vasconcelos – Santos Reis

Helena Vasconcelos – Bastiões

Helena Vasconcelos – A Folia de Doverlândia

Helton Sousa – Terno de Reis

Leonardo Caprânico – Santos Reis do Livramento

Lídia Leite – Folia de Reis

Lu Maia – Rei e Rainhas Magas

Marinilda Boulay – Santos Reis do Livramento

Parísina Ribeiro – Folia da Alegria

Patrícia Helney – Eduardo recebe a Bandeira

Renata Matusceviko – Folia de Santos Reis

 Rimaro – Folia de Reis

Robson Miguez – Tamborzinhos do Divino

Rodrigo Silva – Festa de Reis

Ruiy Moura – Bastiões

Ruiy Moura – Santos Reis

Shirlene Laureano –  Mastro do Reisado

Sidney Nofal – Folia de Reis

Silvia Maia – Folia de Reis Grupo Marajoara de Embu das Artes

Tito Lobo – Tocadores

Valdeck de Garanhuns – Folia de Reis

Valdeck de Garanhuns – Presépio 1

Valdeck de Garanhuns – Presépio 2

Vânia Alveira – Folia de Reis em Pindorama

W. Amoroso – Folia de Reis de Ibirá

Waldecy de Deus – Folia de Reis

Waldecy de Deus – Presépio


Outros Suportes

Rô Politano e Lucas Cruz – Presépio em Telhas

Erci Eliane Baudin – Presépio

Helena Vanconselos – Encontro de Reizados Socorro Goiás

Con Silva – Natividade

Carlos Calderari – Encontro de Folias

Violinha – Adelso Martinez – Pintura: Rô Politano

Violinha – Adelso Martinez – Pintura: Rô Politano

Rô Politano – Santos Reis

Rô Politano – Bastiões

Willi de Carvalho – Reisado-de-Minas

Indio da Cruz – Divino

Vânia Cardoso – Bastiões da Folia


Fotos da Exposição


[foogallery id=”926″]


Ateliê Casa das Artes 

É com muita felicidade que apresento nosso novo site do Ateliê Casa das Artes, mais moderno e atual, totalmente responsivo e dinâmico para você ficar por dentro de toda novidade do nosso ateliê. Em breve, você poderá adquirir obras e solicitar serviços pela nossa loja virtual. Caso tenha alguma duvida, clique aqui e nos envie uma mensagem pelo WhatsApp

Em 1990 o escultor Wagner Luiz da Cruz ( Índio ), a artista plástica Rosângela Politano e seus 3 filhos estavam a busca de um local onde pudessem continuar a desenvolver suas criações com uma melhor qualidade de vida, e escolhem a cidade de Socorro-SP para morar.

O casal instalou-se nessa terra onde começou a construir um espaço, que inicialmente seria usado como moradia da família e ateliê do casal. Com uma preocupação ecológica as obras dessa construção foram sendo realizadas com reaproveitamento de matérias de demolição, madeira; pedra e fossa ecológica;  todo cercado pela abundante natureza socorresse.

Hoje, quase trinta anos depois esse espaço tornou-se a « Casa das Artes », onde além de morar e ter seu ateliê Índio e Rosângela mantém uma galeria de arte e um antiquário, propondo oficinas de arte naif, entalho em madeira, escultura e cerâmica queimada em forno a lenha.

O casal trouxe uma grande bagagem artística, residiram por muitos anos  em Embu das Artes cidade famosas pela grande feira de artes e artesanatos  e por suas manifestações culturais onde desde a adolescência começaram a ter contato com a arte, produzindo e vendendo seus trabalhos .

A casa das Artes é ainda a sede do projeto Cor-Ação, criado pelo casal num processo ao longo desses anos indo desde a formação  dos 3 filhos e 3 netos como artistas, até o despertar de talentos e a profissionalização  de muitos adolescentes e jovens que passaram pelas oficinas gratuitas de artes oferecidas pelo projeto , garantindo  trabalho e dignidade a muitas pessoas.

A « Casa » está sempre de portas abertas, onde você é recebido pelo próprio casal, que apresenta seu ateliê e a galeria de arte onde você aprecia esculturas, pinturas, e cerâmicas artística entre contos e causos que fazem parte da vivência dos artistas. O visitante vai ainda escutar deliciosas histórias sobre as peças históricas que compõem o antiquário, e outras  tantas sobre o artesanato local, placas entalhadas em madeira, e peças inusitadas, que ali vai descobrir.

A Casa das Artes é um espaço acessível, único e charmoso sendo um importante e conhecido ponto turístico da cidade de Socorro.

×